Pular navegação

liberta.PE cartaz teste

liberta.PE cartaz teste

para apreciação e sugestões!

Arquivos fonte das imagens (arquivo aberto GIMP, Inkscape, etc): 

Comentários

#1

O Oxe Hacklab não apresenta nada. Aonde foi deliberado isso? Em que reunião? Com quem? Por que pra mim não chegou nada.

#3

Ola Heitor, o cartaz nao esta publico ainda justamente pra q o grupo opine e delibere na reunoao de hj a noite. Publicamos aqui pra todos do OXE visualizarem a proposta e mais q isso pense como pode colaborar com essa acao q sera mensal na concha. Se a frente do arduino nao colar a frente de trabalho da bike confirma presença. Em relação ao termo apresenta pensamos q todaa as ações dw install session do mov conchativa sejam puxadas oficialmente pelo oxe hacklab considerando q leo, eduardo e eu estaremos presentes e tambem integramos o OXE. Vale lembrar tb q so temos Felipe hj no grupo pq realizamos esta mesma acao mes passado e abrimos as portas do oxe para novas cabeças e idéias. Seguimos conversando por aqui e batemos o martelo na reuna de hj antes de botar a banda na rua

#5

Cada vez mais o Oxe está ganhando vida e forma. Para começarmos a nos legitimar e propagar ações que colaborem com as temáticas livres. Seguimos colaborando para fazer do Oxe uma referencia em Cultura Digital Livre.Sandro Barros Produtor Cultural, Fotografo, Comunicação Social 81 8688-3182 - Oi 81 9986-8997 - Tim iteia.org.br/sandrobarros Em 9 de outubro de 2014 09:00, <mensagens [at] corais [dot] org> escreveu: ((( Env

#2

Galera!!!

Colocamos este cartaz aqui no grupo justamente para vocês avaliarem e comentarem!!!

Está ação será uma continuidade do Software Freedom Day!!

É uma parceria que fechamos com o Reggae na Concha que vai rolar mensalmente até Janeiro!!

Colocamos isso aqui ontem para discutirmos e planejarmos coletivamente na reunião de hoje do Oxe Hack Lab.

Ficamos aguardando feedback de vocês!

Até mais tarde!!

Um abraço!!

#4

Cada vez mais o Oxe está ganhando vida e forma. Para começarmos a nos legitimar e propagar ações que colaborem com as temáticas livres.&nbsp;
<div>Seguimos colaborando para fazer do Oxe uma referencia em Cultura Digital Livre.

#6

Vocês estão esquecendo do propósito do Oxe e de quem formou o grupo inicialmente. Vocês vem com esse papo de horizontalidade mas já construíram a coisa toda sem sequer consultar um de nós. Vocês estão colocando demandas do [email protected] no Oxe, sem o Oxe ter jamais qusito ou pensado em algo do tipo ou sem jamais vocês sequer terem mencionado nada.

Toda quinta-feira a gente sempre esteve lá e ninguém chegou pra mim ou pra meus colegas pra propor uma reunião dos dois movimentos pra confluir interesses.

Só por essa falta de respeito, eu quero o nome do Oxe fora de qualquer demanda do Movimento [email protected]

Pode ir mudando esse cartaz pra [email protected] Hacklab ou algo assim.

#8

19h tô aí. vou tentar trazer outros colegas.

#9

Heitor, sua memória deve estar fraca mas vc foi avisado por mim das reuniões semanais do mov Concuativa toda sexta as 14hrs na Concha. Se vc ler o link q publicou da proposta do oxe na ufpe vcs publicamente se comprometeram em troca do uso do espaço em realizar as seguintes ações: DIAS DE OCUPAÇÃO  *     1 ou 2 dias durante a semana, à noite;  *     Pelo menos 1 sábado de cada mês, pela manhã; ATIVIDADES A SEREM REALIZADAS NA CONCHA  *     Reuniões;  *     Hacklab;  *     Oficinas;  *     Montagem de alguns artefatos permanentes (Exemplo: carrinho que transite com camera por cima das grades da concha, alarmes inteligentes, etc). DO QUE PRECISAREMOS?  *     Uma sala com ventilação;  *     Internet;  *     Cadeiras;  *     Energia Elétrica. NOSSAS CONTRAPARTIDAS  *     Organizar oficinas para o público da concha;  *     Participar de debates com nossas temáticas;  *     Ajudar na limpeza e zelo do espaço;  *     Propor soluções de tecnologias sociais ao espaço;  *     Ajudar na manutenção das máquinas;  *     Ajudar na organização de eventos. Vc nao encontrou o cartaz q vc considera uma falta de respeito nas redes sociais e

#10

Ah, quer dizer que você coloca o nome do Oxe nisso e eu é que tenho que ir pra a reunião do conchativa, é?

Se eu colocasse o nome do conchativa num evento do oxe sem avisar a vocês, eu estaria sendo justo?

Vocês deliberaram o conteúdo da conversa, o filme, as bandas, a data e etc. E a gente sem saber de nada. Mesma coisa foi com o FS day. Pode tirar o nome do Oxe desse evento.

E outra, se o Oxe vier a dar algum evento ou curso vai ser DE GRAÇA ou baseado em DOAÇÕES, muito diferente do que vocês fazem. Por que a gente não vai tornar o dinheiro um obstáculo às pessoas.

E nem tentem me convencer de que esse cartaz é uma proposta por que eu não nasci ontem. Com é que se faz proposta às vésperas do evento?

Jatobá, você nunca foi membro do Oxe. Você é um membro do Conchativa que quer nos colocar suas demandas.

#11

Nem eu nem ninguém do grupo nunca nos negamos em qualquer das contrapartidas que demos, mas que isso fosse construído junto, e não verticalmente.

O cartaz em si não é falta de respeito. A falta de respeito é a verticalização das ações que vocês estão organizando e nos empurrando como se fôssemos seus empregados. Não somos.

Mas fique/m peixe/s que a gente não vai mais precisar tratar de nenhum assunto do tipo.

Se quiser manter o nome do Oxe nesse evento, ótimo, pois levaremos o crédito de algo bom que não tivemos o trabalho de fazer. Mas recomendo tirar pois não foi organizado por nós.

#12

evento apoiado pelo: cuca.

eu me abstenho de fazer comentarios mais detalhados simplesmente porque se eu for comentar todos os problemas da forma como se colocou esta proposta sem discussao alguma eu vou escrever uma tese de doutorado em uma plataforma inadequada para tal.

tem certas articulações das quais nao participo. e nao aceito este tipo de discurso manso pra fingir q nao se está pretendedno dar a linha. eu nao sou tarefeira de ninguem.

#13

Leilane, você frequentou a sede do CUCA Recife de março até semana passada, e inclusive está com uma cópia da chave da mesma, que os membros da Produtora Colabor [at] tiva [dot] PE confiaram para Isaac e Marcos Egito com o objetivo do grupo inicial do Oxe HackLAB ter autonomia para trabalhar aqui independente da reunião semanal

Todas as demandas solicitas pelo Oxe HackLAB em março deste ano quando o grupo solicitou integrar o movimento foram atendidas, gostariamos que vocês deixassem público aqui quais das ações propostas em contrapartida a este apoio foram realizadas até o momento?

Como integrante do Oxe HackLAB, a convite também de Isaac e Marcos Egito, assim como os demais e tendo participado sempre do que foi colocado por aqui coletivamente a todos no CORAIS como o cartaz e a ação acima, me pergunto como podemos avançar na tomada de decisão coletivas neste grupo, se não for por ambientes virtuais ou através de encontros presenciais?

A omissão de alguns integrantes do Oxe HackLAB em ambos os processos impossibilita qualquer tipo de diálogo construtivo, mas permite que o grupo possa sim criar linhas diferentes e complementares de estudo e pesquisa. Por enquanto pelo que estava entendendo tinhamos a Bicicleta, o painel de LEDs e o compromisso de realizar uma ação mensal em nossas áreas de atuação.

Se qualquer pessoa ler o titulo desta publicação está escrito LIBERTA.PE cartaz TESTE. O mesmo nunca foi publicado em redes sociais, e foi pensado para ser debatido coletivamente. O objetivo da ação que é fomentar o software e o conhecimento livre para nós já é um debate superado sendo inclusive compromisso público deste grupo.

Heitor, em relação a falta de respeito, pra mim é você deliberar aqui que o OXE HackLAB está fora do Movimento ConchATIVA e que não temos como, membros deste grupo tanto quanto você, autorização de publicar nem aqui em nosso ambiente interno de trabalho um cartaz com o SVG aberto que foi idealizado coletivamente ontem mesmo, e socializado assim que foi concebido para o grupo. Não da pra enviar antes de criar :) E pra criar com mais antecedência só com mais colaborAÇÃO em grupo. Como não passamos tarefas pra ninguém e também poucas iniciativas chegam do grupo para nós

 A integração de Felipe que tanto foi elogiado por você nos seus utlimos relatos só foi possível porque realizamos um install session no dia mundia do software livre exatamente como esta que estamos propondo no proximo sabado.

Que bom que alem de propaganda por coisas que vocês não fizeram estamos conseguindo atrair novos colaboradores para o grupo para se conectar as frentes de trabalho ja existentes ou propor novas frentes como estamos tentando fazer aqui.

Na reunião de hoje do OXE, os presentes, definimos que vamos manter a install session de sábado ainda sem nome e vamos seguir nos reunindo na sede do CUCA Recife todas as quintas feiras as 19hrs para avançar nas frentes de trabalho que ja estão funcionando.

[email protected] são bem vindos para colaborar

#14

A reunião do Oxe aconteceu sim, mas em outro lugar.

#19

A reunião mudou de local sem os demais participantes serem informados? Quantos integrantes do Oxe HackLab puderam participar desta tomada de decisão coletiva? Se isso nao foi deliberado de forma publica neste ambiente virtual, onde a mesma aconteceu? Aguardo a posição dos demais integrantes sobre essa atitude nada democrática informada pelo Heitor ao grupo. Falar de gestão colaborativa é sempre mais fácil do que de fato praticar a mesma. . .

#15

ok, jatoba.

q bom q vc confirmou q o espaco ainda eh do cuca. nao sabia disso. nao tinha me sido informado, apesar de eu ter nocao de q era do cuca anos atras.

sobre o cartaz: o cartaz foi colocado pra debte sim. o evento, nao.

exemplo: existem posicoes bastante divergentes dentro do movimento software livre, entre usuarios e comunidades. nao vamos pressupoor q esta tudo discutido e q todo mundo concorda e tem as mesmas opinioes. sao estes "pontos pacificos" q de pacificos nao tem nada e sao exatamente o coracao das acoes e o motivo de pessoas formarem grupos. se nao concordarmos na metodologia e politica de fundo, nao tem pq estar junto.

.

prefiro fazer quaisquer outras consideracoes pessoalmente. a discussao por aqui sera infrutifera.

#18

Leilane, como vcs arbitrariamente decidiram fazer a reunião da frente de vcs do OXE em outro local sem comunicar onde seria fica dificl conversarmos pessoalmente. Em relação ao evento Reggae na Concha o mesmo é uma iniciativa da banda NZAMBI e do mov. CONCHATIVA. A participação do Oxe foi decidida ontem em reunião aberta e pública em horário e local acordado previamente. A install session gratuita foi mantida pela importancia de seguir mobilizando novos participantes. A identidade e nome da ação que apenas cumpre o q ogrupo assumiu com o movimento desde março ficaram em aberto por acharmos importantes mais colaboracoes do grupo. A nossa proposta inicial q vc agora admite q foi colocada em consulta nao recebeu nenhuma sugestao, por isso vamos seguir evoluindo a mesma para o mes q vem. Aguardo a posição dos demais do grupo sobre essa decisão pouco horizontal tomada por Heitor de afirmar q a reunião deste coletivo ser mudada sem aviso aos integrantez e sem chance de todos participarem livremente. Se o grupo tiver de acordo com essa postura de dono do coletivo que decide onde e quando acontece as reuniões do oxe, proponho uma reuniao geral com a participação de Isaac, Egito e outros integrantez fundadores do grupo pra gente decidir coletivamente e de forma democrática o futuro do nosso grupo. Aguardo as considerações dos demais. On 10/10/14, mensagens

#16

Galera o lance é o seguinte:

Nós confiamos a ação do Oxe Hack Lab nas mãos de Marcos Egito e Isaac, por serem pessoas de nossa confiança e que acreditamos terem bastante a somar!!

Apartir do momento que Isaac e Marcos Egito não estão mais à frente do processo, nós achamos melhor vocês (Leilane e Heitor) procurarem outro local para Brincar de Oxe Hack Lab, pois dentro das ações do Movimento [email protected] a pegada é outra, exige muita dedicação, ativismo, compromisso e acima de tudo respeito.

Leilane você foi extremamente infeliz e imatura em sua colocação sobre o Cuca Recife, antes de falar as coisas procure ter embasamento sobre o assunto!!!!

Que fique bem claro, que desde o início nós recebemos todos vocês de braços abertos, mas diante desse impasse fica explícito a imaturidade, a falta de respeito e de compromisso com o grupo!!!!

Façam o favor de me devolverem as chaves!!!

Vale apena resaltar, que vocês nunca pagaram por elas!!!!

Felipe você fique avontade para continuar participando de nossas ações!!

Acredito que você tem mais maturidade para entender e colaborar com todo porcesso do Movimento [email protected]!!

Certo da compreensão de todos!!!

Sem mais para o momento!!!!!

#17

As chaves já serão devolvidas muito em breve, isso já é consenso.

#20

Galera, esta mensagem é um posicionamento meu perante o ocorrido com alguns membros do OXE junto à Concha Colaborativa.

Como havia falado antes, abertamente e em OFF (para alguns membros) estou com demandas pessoais que me impedem de participar mais ativamente do coletivo, inclusive acompanhando as discussões em tempo real.

Como muita coisa já foi dita e muitas ações tomadas, tomo uma posição de saída do coletivo. A leitura que eu faço é que o relacionamento do OXE com a Concha não foi legal, teve muita falha de comunicação e também ações individuais.

Apesar de – em muitas vezes – parecer que eu estava a frente do OXE, eu não estava! Sempre defendi (e defendo) a horizontalidade e autogestão.

Sem muitas delongas, informo a minha saída do coletivo e a minha não mais participação neste projeto aqui.

Obs: as chaves serão devolvidas por mim ou Carlos.

Abraços e nos encontramos por aí!

#21

Eu acho que você tem suas razões, @Isaac, e, se é algo que você pensou e está determinado a fazer, deve ser respeitado.

Você criou esse projeto, junto com outras pessoas. E, mesmo você não estando, ainda é um projeto seu e será sempre.

Quanto à sua liderança ou não, eu também sabia disso, mas preferi não falar sobre isso aqui.

Abraços!

#22

quem confiou a ação nas mãos de quem????????????

cara, eu nao vou opinar mais por aqui até conversar pessoalmente com algumas pessoas pois nao estou entendendo mais nada.

ate onde eu entedia, o laboraotrio tinha sido uma ideia comum que eu, vc e igor cabral estavamos amadurecendo. por que voce quer sair? a galera da concha nunca teve nada a ver com isso e voce nao precisa sair do projeto.

caralho, o que foi q eu perdi? eu nao estou entendendo como, de repente, esta galera se vẽ como "frente do oxe" quando o laboratório nunca contou com a participacao deles. estar numa lista eh fazer parte do coletivo? desde o cmi deixei de acreditar nisso. participar pra mim eh se fazer presente e contribuir para o coletivo. e esta galera da concha nunca fez isso.

entao, continuo sem entender por que tu queres sair, se a ideia sempre foi nossa e agora, sem essa galera, vamos continuar calmamente fazendo nosso projetinho inicial de painel de leds, tentando traduzir e, quem sabe, levar pra frente aquela ideia do zine.

eu realmente PRECISO ENCONTRAR VOCES PESSOALMENTE. pq nao entendi como estas pessoas se acharam no direito de se colocar dentro de um laboratorio que nos criamos pra ser autonomo mas eles utilizam da forma mais autoritaria possivel.

mil beijos

#23

nao acredito que tudo isto esta acontecendo por causa de UMA SALA. e eu disse desde o começo q poderia ser na casa de alguem e que a concha nao era um bom lugar. deu no que deu.

nao vejo proque tu sair, isaac. sinceramente. ng aqui ta batendo o seu ponto. eu so estava puta com aquele povo autoritario e pelego da concha. mas tu? nada a ver tu querer sair por causa desses caras.QUE NUNCA FIZERAM PARTE DO TIME. so eram os donos da bola

#24

Mesmo parecendo ser sua vontade, Isaac, (coisa que ainda não sei se acredito, pois é raro alguém desistir de um projeto que esse alguém mesmo ajudou a criar) também acho que você não tem razão alguma que seja para sair. Nenhuma, nenhuma, simplesmente.

De fato, Leilane, estar numa lista nunca significou participar. Participar é colocar a mão na massa, coisa que nós fizemos, muito ou pouco, no ritmo de cada um. Essas pessoas da concha jamais se interessaram propriamente no que a gente fazia, sempre ficavam com as caras nos seus respectivos notebooks, enquanto a gente começava a viabilizar nossas "coisas de nerd". Isso não é novidade para ninguém. Quem foi, ao menos, a um encontro sabe disso. Ninguém nem perguntava nada.

Acho também que é altamente interessante, pra não dizer necessário, que a gente se encontre pessoalmente, assim que possível pra td mundo. Por mais que tentemos nos expressar por aqui, a linguagem escrita tem suas limitações.

#25

Olá integrantes do Oxe HackLab,

Assim como Isaac que me convidou a integrar esse grupo (acreditava que era consentimento de [email protected] os envolvidos, pois ninguém questionou minhas contribuições em threads passadas), e que o grupo quando publicamente solicitou ingressar no movimento [email protected] em março deste ano, tinham noção do que é a Produtora Colabor [at] tiva [dot] PE e a tecnologia social das Produtoras Culturais Colaborativas, que são ações públicas e de conhecimento de quem atua com cultura digital em Pernambuco e no Brasil.

Na minha opinão alguém afirmar que "descobriu" estar frequentando a sede do CUCA Recife apenas através desta thread mostra o quanto vcs ainda tem por descobrir do que realmente é feito nesta ação coletiva de Ocupação Cultural da Concha Acústica da UFPE e reavaliar os julgamentos imaturos feitos acima. A Colabor [at] tiva [dot] PE diferente do que este grupo demonstrou não pertence a duas ou três pessoas, ela foi criada em 2010 por seis pontos de cultura da rede estadual do programa cultura viva, hoje reconhecida não apenas como política de um governo, mas como política pública através da Lei Cultura Viva. A nossa ação é um direito público e um dever como militante e ativistas da cultura livre.

Achamos que desde março mais do que uma SALA para vocês  fazerem apenas o q tem vontade, este grupo tinha interesse em contribuir com seus conhecimentos e pesquisas para somar em ações e iniciativas práticas de produção cultural utilizando robótica e hardwares livres.

No dia a dia da Produtora, somos poucos presentes, pois cada ponto de cultura tem uma sede e segue atuando em seus territórios de origem. Assim, frequentando esporadicamente uma vez por semana como fizeram neste período, foi difícil entender o que acontecia por lá. Não tivemos mto tempo também nas quintas feiras as 19hrs quando vcs apareceram para mobilizar os demais participantes do mov. ConchATIVA, sejam os artistas da várzea como NZambi, Pixote ou outros membros da Associação Cultural da Várzea, como o Mestre Zé Lasca Vara, para interagir com vocês, pois os mesmos se fazem presentes nas ações culturais e nas reuniões do movimento. Estas pessoas, que não são Geeks, Hackers ou Nerds, habitam o nosso cotidiano, precisam mto das "coisas de nerds" produzidas por um hacklab. Na nossa visão, enquanto ficarmos fazendo nossos guetos dialogando apenas com os nossos espelhos,  não rompermos as barreiras da diversidade, seguiremos sendo poucos e tocando menos pessoas ainda com os princípios do conhecimento livre e da colaborAÇÃO em vez da competição (o melhor, o mais puro, o unico legitimo).

Afirmar que o nosso objetivo é ganhar dinheiro como insinuou de má fé o Heitor nos comentários é patético. Se o dinheiro de caixa da Produtora é utilizado para fazer um mesanino no banheiro pra poder guardar mais materiais e equipos de diversos grupos, fica difícil sobrar lucro. Acúmulo de capital nunca foi mto o forte da Colabor [at] tiva [dot] PE nestes 4 anos, por isso mesmo quem não topou o ativismo que esta iniciativa traz, pulou fora e foi arrumar empregos ou trabalhos de mais fácil retorno. Agora sustentar profissionais que dedicam suas rotinas de trabalho a ensinar software livre e produzir com estas tecnologias a cultura popular local é sim a razão de implementarmos essa tecnologia social em nosso território. Nosso objetivo de fomentar um mercado de trabalho alternativo para jovens empreenderem com tecnologias livres de forma autogestionária, sem a lógica distorcida de patrão e empregado que empera no mercado tradicional. Para não depender de edital, e para garantir acesso a [email protected] é que os 6 pontos de cultura atuantes hj neste empreendimento solidário decidiram se unir e atuar juntos. Temos reuniões semanais nas segunda-feiras a tarde as 14:00. Com atas e relatórios públicos em nosso ambiente de gestão colaborativa. As sextas feiras tb as 14:00 temos reuniões semanais do Mov. ConchATIVA com relatos e divulgação em redes sociais. Quem não pode vir participa online. [email protected] são recebidos de braços abertos como vcs também foram durante o tempo que propuseram não apenas receber mas somar neste processo.

Afirmar que nós nos sentimos donos da bola é patético para um grupo que autoritariamente afirmou que parte das pessoas convidadas por Isaac nunca fizeram parte do Oxe HackLab. Como se o Oxe não fosse algo em crescimento, ou que tivesse um estatuto anarquico de fundação escondido a sete chaves (pq nunca foi publicado aqui no CORAIS para os demais convidados saberem onde estavam pisando).   Eu que já participei de grupos autogestionários como a Aldeia da Paz nos Fóruns Sociais Mundiais, sempre respeitei e convivi mto com coletivos anárquicos, e aprendi vivenciando com eles como esta filosofia e prática podem promover a liberdade e respeitar a diversidade de pensamento em um mesmo espaço de convivência.

A mesma anarquia que pode garantir essa sociedade libertária pode como me ensinou alguns integrantes do Oxe HackLab aflorar o outro lado da moeda: a liberdade do abuso de poder unilateral por alguns grupos da comunidade. Isso é facilmente exemplificado quando Heitor decide (sozinho ou com seus pares) que eu nunca fiz parte do Oxe HackLAB, sem nem consultar quem me convidou ou outros integrantes do grupo que não estiveram na reunião que ele mudou de local e não comunicou a ninguém.  Para coroar a gestão colaborativa do grupo, nesta segunda feira fui expulso do projeto do CORAIS de forma completamente autoritária sem mais uma vez, Isaac que criou esse projeto no CORAIS e me convidou a integrar o mesmo sequer saber q isso tinha acontecido. O mais ironico da vida é que o mesmo só pode realizar esta ação através do privilégio de administrador que eu mesmo passei ao mesmo, afinal quando Isaac me convidou para integrar o Oxe me colocou como Administrador deste Grupo, eu coloquei Heitor neste mesmo privilégio aqui no CORAIS quando o mesmo solicitou ao grupo este poder. Agradeço a Isaac pelo bom senso de ter me reconvidado mais uma vez a integrar o grupo para pelo menos ter um direito justo de responder as pérolas escritas acima, pois o desejo dos "cabeças" desta ação era justamente seguir ecoando sozinhos suas verdades.

Esta mensagem não foi escrita para Heitor e Leilane que seguirão acreditando nas suas verdades mas a [email protected] remanescentes deste HackLAB que acompanharam essa descontrução coletiva. Como grupo autoritáriamente expulso informamos que não compactuamos com o modus operantis de alguns e de forma saudável  como em tantas comunidades de software livre, que fazem "coisas de nerd" pelo mundo a fora, um nunca desejado mas sempre saudável FORK deste grupo está sendo realizado, onde a frente de trabalho da Bicicleta Colaborativa e que realizou nos últimos dois meses ações públicas de Install Session na Concha Acústica da UFPE, uma em setembro no FREEDOM SOFTWARE DAY e outra em outubro integrando as ações do Mov. ConchaATIVA cumprindo o que foi acordado entre este grupo e o Movimento ConchaTIVA de forma pública e aparentemente consensual (de março até então ninguem questionou o acordo).

Desejamos sorte aos que remanescem e desejamos que tendo em mãos ferramentas colaborativas como o CORAIS, o grupo consiga de fato manter a "pureza" anarquica que motivou seu nascimento, sem que estes fins justifiquem qualquer meio ou medida para este objetivo. E que esses valores morais tão ameaçados até o momento sejam mais públicos, para que a diversidade de pensamento não seja atacada por se diferenciares dos atuais donos da bola.

Quem quiser somar e respeitar a diversidade será sempre bem vindo. Como diria Anildomá, do ponto de cultura Artes do Cangaço de Serra Talhada: "Em rede boa todo mundo se balança..."

oxe? oxente...

#26

Falando por mim, a discussão tomou um rumo que não precisava. Eu não preciso de satisfações sobre o que é feito dentro da concha. Vocês sabem muito melhor do que eu o que vocês fazem e espero que sua consciência realmente esteja tranquila o quanto você afirma aqui.

Você mesmo decidiu que não era integrante do oxe quando não participava. Chamar para demandas e participar delas é um pouco diferente. Enfim, cada um sabe do que faz e do que deixou de fazer, ninguém aqui é mais criança.

Mas concordo muito com você quando digo também que não existiu um estatuto ou alguma coisa assim colocando os limites do que poderia ou não ser feito. Talvez as coisas devessem ter sido conversadas muito no começo e da forma mais clara possível.

Mas minha insurgência, volto a dizer, não foi apenas quanto a um cartaz, mas a uma ação sem horizontalidade. Isso, por mais que você digite páginas e páginas, não muda nada. Não é difícil pensar horizontalmente. Dar oportunidade para um grupo deliberar ou tomar uma atitude por si são coisas bem dicotômicas.

Bem, peço desculpas de ter lhe excluído por ter sido você a ter me dado poder para tal. Eu acreditava que tivesse sido Isaac a ter me dado isso, mas lembro agora que foi você. Óbvio que dois erros não fazem um acerto, mas se não posso falar em horizontalidade, você menos ainda.

Parabéns pelo seu invejável currículo de ativista. Boa sorte.

#27

Espero que nada disso seja apagado para que não se criem dúvidas posteriores.

#28

Heitor,

o que descrevi acima não é meu currículo, e sim o acúmulo de uma ação coletiva que se não fosse pautada na coletividade e sim frutos de insurgências individiduais nunca teriam chegado onde chegaram.

Não estou dizendo que a comunicação do nosso grupo seja perfeita, até pq somos poucos e todos sobrecarregados, mas se erramos não é pq excluimos ninguem, e sim pq estamos fazendo sempre mais do q damos conta de carregar.

Assim como o cartaz nunca foi pra rua, a ação liberta.pe morreu provisoriamente nesta Thread pq vcs boicotaram a reunião presencial e não conseguimos avançar em um formato pra ação pública do Oxe HackLab q nunca saiu da promessa feita publicamente ao movimento ConchATIVA. Se vcs só queriam uma sala para fazer o que quiserem, deveriam ter proposto isso ao movimento e não terem em silêncio respaldado a proposta de Isaac ao nosso grupo. Ou vcs sabiam que a proposta dele era mais conveninente  para aceitação do grupo?

Vc afirmar que não quer saber o q acontece na Concha e achar que é justo chegar la de noite e ter uma sala pra vcs usarem, banheiro com água funcionando, chaves, internet wi-fi, tudo funcionando e a disposição de vcs e não entender como existe hoje e o que é preciso para isso se sustenta e se mantem e muito conveniente.  E a lógica meu umbigo meu abrigo... Só me interessa as coisas de nerd e os outros que arrumem a casa para gente brincar....

Felizmente existe pessoas mais interessadas em carregar o piano com a gente do que simplesmente chegar quando quer pra tocar o mesmo e ainda reclamar que ele não tá afinado como deveria

Eu nunca disse q não era do Oxe, não apenas te dei o acesso de Administrador no qual vc me excluiu duas vezes do grupo (percebi q novamente não faço mais parte do mesmo, pq vc repetiu o seu erro, o que pra mim já deixa de ser humano).

Como escrevi anteriormente o post não era pra vc mto menos pra Leilane que vão seguir com suas convicções. Boa sorte pra vcs. Da próxima vez avisem aos desavisados onde estamos pisando ao tentar construir qualquer coisa com vcs, avisem as ideologias e o q pode ou não pode no mundinho q vcs criam. Isso evita mta gente de entrar nessa fria.

Agora que tudo está mais transparente, cada um escolhe onde quer ficar. Caso vcs tivesse coragem de expor a verdade sobre seus interesses na concha e q vc e leilane eram donos do oxe hacklab pq chegaram primeiro no grupo, com certeza nunca estariamos tendo essa conversa ou vivido os desdobramentos que vivemos.

como você determina quem ou o que é apagado neste grupo e não os demais de forma coletiva, espero q VOCÊ não apague mais nada neste grupo para não restar dúvidas ou visões parciais dos fatos.

#29

Acho que houve alguma falha de comunicação desde o início do Oxe, quando foi cedida a sala da Concha para as atividades do hacklab. Pelo que acompanhei, ambas as partes (Oxe e Concha) são adeptas à horizontalidade; entretanto, acredito que as contrapartidas propostas pela Concha - e aceitas pelo Oxe - para utilização do espaço físico tenham deixado alguns participantes do Oxe desconfortáveis pelas seguintes razões: (i) quando a comunicação é falha, a ingerência da Concha nas atividades do Oxe pode ser confundida com verticalidade e (ii) a própria concepção do hacklab, que, pelo que tomei conhecimento, previa atividades mais esparsas e exploratórias, com o intuito de construção e apropriação do conhecimento, sem amarras de tempo ou prazos.

Acho que a filosofia da Concha não permite esse tipo de atividade - e aí é que está, na minha opinião, a fonte do imbróglio. Tem gente que depende das atividades culturais da Concha para viver, implicando que os prazos estarão sempre presentes. Não dou juízo de valor a essa filosofia - acredito que tenha espaço para todas as iniciativas no mundo -, mas a filosofia do Oxe me parece distinta da da Concha.

A cisão, portanto, deveria parecer natural, sem animosidades. São grupos diferentes que, apesar de alguns pontos em comum, diferem em pontos cruciais, que podem inviabilizar o trabalho conjunto.

De minha parte, como já participei de diversas organizações com ritmo de trabalho mais pesado e orientadas a resultados, sinto que preciso me reciclar um pouco com atividades mais exploratórias, sem amarras. Devo, portanto, seguir a filosofia do Oxe. Fico curioso, entretanto, para acompanhar o progresso do fork comentado por Jatobá, podendo, inclusive, contribuir com algum conhecimento técnico que porventura seja necessário.

(À parte, gostaria de comentar o pensamento de Jatobá sobre o Oxe se tornar um grupo de nerds isolado da comunidade. Acho que há espaço para tudo. Apesar de, momentaneamente, estarmos num grupo mais fechado à sociedade externa, todos nós do Oxe temos histórico de 'militância' no mundo do software/hardware livre. A escolha por um grupo mais recluso se dá por interesses comuns de alavancar nosso próprio conhecimento nessa área, podendo, inclusive, nos municiar de mais ferramentas para futuramente trabalhar junto à sociedade o que foi discutido internamente.)

#30

Ola Felipe,

concordo com sua colocação e termos criado diferentes frentes de trabalho em vez de julgar um comportamento padrão para todo o grupo, foi o caminho que tentamos adotar antes do Fork para evitar divisões e tentar manter a sinergia entre os caminhos do grupo.

Lembro que não foi o Mov. ConchATIVA ou a Colabor [at] tiva [dot] PE que procurou o Oxe HackLAB para o mesmo começar a se reunir na Concha, e sim o contrário, e que a proposta feita pelo coletivo ao movimento se não refletia a real intenção do grupo, deveria ter sido informada pra gente a real intenção do grupo com o espaço.  Se vc ler e levar a sério a proposta que foi feita verá que só quem a cumpriu fomos nós. As contrapartidas ficaram apenas no campo das intenções, muito fruto do desejo de outros integrantes do Oxe que acabaram também se distanciando do grupo neste momento.

Acho tranquilo grupos existirem isolados ou se aprofundarem nos conhecimentos, mas se este era o objetivo inicial pq propor publicamente o  contrário? O próprio Heitor colou o link da proposta do Oxe ao mov conchativa nos comentários acima, então saber o q tinha sido acordado [email protected] sabiam...

Discordo de vc em relação a horizontalidade deste grupo pela minha experiencia aqui, não acredito neste tipo de tomada de decisão coletiva e desejo sucesso a vc e os demais que permenecem tentando construir essa iniciativa.

#31

Obrigado por fazer valer seu direito de voz, Felipe.

Obteremos sucesso sim, Jatobá, principalmente agora que não temos mais amarras.

#32

Boas Pessosas!

Chego acho que no fim, ..., para tentar dizer algo sem ter de me alongar muito!

A algum tempo por vários motivos me afastei do grupo, mas continuei acompanhando de longe e me preparando para voltar.

Logo no meu blog estarei escrevendo algo sobre:

GRUPOS, SONHOS, LIDERANÇAS,COMUNICAÇÃO, e coletividade.

a minha visão da liberdade e horizontalidade das comunidades GNU/livres.

Bom, conheci o Jatoba no FISL de 2012 e la nascel a proposta de trabalharmos juntos (KONESANS E PRODUTORA COLABORATIVA), limpamos mato, juntamos sonhos e folhas secas do pé de caja ...

Sofremos com arrombamento da sala, e por não ter grana para ajudar a fazer as grades ...

Me afastei do Konesans pois pessoas que acreditam em Deus precizam de Lideres e queriam que o forse, mas o contato com a concha e agurizada continua!

Vale deixar bem CLARO que o IRMÃO Isaac sempre esteve junto comigo, mesmo de lonje compartilhamos dialogos, ideias ...

Dai a ideia de retomar com a concha e fazer um hack sapce ...

A principil nos foi ofertada a sala (ainda no tempo do konesans), sala esta que ofereci ao ROBOLIVRE uma vez que eles estavam para ficar sem sala no Poeta Manoel Bandeira.

Agora leio este turbilha de mal entendidos, de atitudes que mais parecere o horário político ..., me lembra o racha do debia-pe, e triste :-(.

Bom termino dizendo que grupos vão e vem, que bom que fica as ideias, e os contatos as trocas que foram feitas, as brigas que nos ajudam a amadurecer, ....

Contem comigo sepre que precisarem porem antes colaborem com as comunidades e documentem socializem, troquem saberes e informações, e saibam que eu tendo tempo chego junto!

Sou da partilha por partilhar (troca de saberes), não sou de grupos sou de organismos coletivos, sou de Bandos!!!