Pular navegação

Relato da Reunião do dia 25/09/2014

Ajuda

Relato da Reunião do dia 25/09/2014

Realizamos nossa reunião semanal nesta quinta as 19:00.

Participantes:

- Felipe

- Heitor

- Jatobá

- Eduardo

Resumo:

- Inicialmente foi apresentado por Heitor a Felipe a proposta do Oxe HackLAB, seu histórico e as ações em andamento.

- Felipe, que é estudante de Eletrônica da UFPE e que participou do Software Freedom Day sábado passado na Concha e se interessou em integrar o nosso coletivo

- Heitor apresentou também a proposta do painel de LEDs e Jatobá a idéia de agregarmos isso na montagem de uma bicicleta digital

- Felipe fotografou a bicicleta e vai publicar no CORAIS para começarmos a pensar juntos como montar a mesma

- Combinamos de nos encontrar na próxima quinta para avançar o painel de LEDs e pensar como aplicar o mesmo na bicicleta

-

Comentários

#1

A reunião foi bastante profícua e, sem temer o risco de porventura estar sendo precipitado, posso dizer que a entrada de Felipe foi a melhor coisa que poderia ter acontecido ao coletivo. Seja bem-vindo, Felipe.

Basicamente, para quinta-feira, deveremos viabilizar os primeiros códigos para fazer funcionar um painel de leds com arduino. Conforme a coisa se desenvolva mais, poderemos pensar em horizontes mais abrangentes.

Abraços.

#2

Olá, obrigado pelas boas-vindas. Gostei bastante da reunião e da proposta do Hacklab, será um prazer contribuir com o grupo :)

As fotos da bicicleta está na seção de galeria de imagens.

Heitor, seria bom a gente dar uma procurada sobre painel de LED... Estava pensando aqui, e tem mais variáveis do que tinha imaginado. Vamos tentar chegar na próxima quinta com alguns desses problemas equacionados pra gente discutir!

A gente falou também sobre o som que será acoplado à bike. Jatobá ficou de disponibilizar o som do carro dele pra gente tentar utilizar. Também foi levantada a ideia de criarmos nosso próprio som, o que seria massa, mas, na minha opinião, seria melhor, no momento, avaliarmos o som do carro de Jatobá. Certamente aprenderemos bastante dessa forma, podendo aperfeiçoá-lo num futuro breve.

Abraço, e até quinta!

#3

Tava lendo aqui sobre painel de LEDs, acho que vamos precisar de um LED driver do tipo MAX7219 ou MAX7221. Esse chip recebe dados seriais do Arduino e os transforma em dados paralelos pra ativar os LEDs, diminuindo drasticamente a quantidade de pinos utilizados no Arduino. Jatobá, acho que tu falasse que tu tinha um LED driver, tu sabe dizer se é algum desses modelos? Se não tiver, achei no mercado livre por uns R$ 10.

Os dois melhores links que achei sobre o assunto:

http://playground.arduino.cc/Main/MAX72XXHardware

http://playground.arduino.cc/Main/LedControl

#4

Sim, claro. A gente conversa sobre o painel. Desculpa o silêcio agora no fds, mas a gente cuida disso direito pra chegar até quinta com boas novidades.

Com relação ao som, pelo tempo que a gente dispõe (ficou acordado que temos umas 3 semanas para deixar a bicicleta funcional para poder fazer com que ela seja parte de um evento (desculpe a falha de memória, Jatobá. por favor me lembre quando e que evento é esse) da concha que ocorrerá ao final desse período) é interessante a gente usar o som de carro. Embora, noutra oportunidade, seja interessante a gente se debruçar sobre um projeto de som.  Hoje em dia é muito fácil montar um por haverem muitos CIs de diferentes potências para fazer o trabalho. Mas, dependendo da vontade de desafio, é interessante fazermos nosso próprio amplificador transistorizado.

Com relação ao driver, acho a ideia muito interessante. Esses drivers podem controlar 64 leds individuais, o que possibilita uma matriz de 6x10, é um bom número. Talvez seja interessante usar um hardware mais compatível com arduino, como esses drivers, mas, por outro lado, o desafio de fazê-lo funcionar com outro chip me instiga.

Esse reunião foi muito boa por já nos ter dado um horizonte mais palpável acerca desse painel, que era um projeto que a gente tava meio em dúvida sobre por onde começar.

Abraços!

#5

Olá turma, tudo bom?

Mesmo distante vou dar uns pitacos para essa construção (talvez eu a pegue no finalzinho mesmo). É a documentação da criação desse painel e que seja construindo um processo no qual todos tenham acesso de como fazer.

Digo isso porque no "mundo" do arduino é muito comum as pessoas desenvolverem projetos apenas na mera cópia de código, isso eu não vejo como proposta do Oxe. Copiar um código de uma matriz de led e seguir um passo a passo é legal, você faz, mas será que você se apropriou dos processos?

Não estou dizendo que a montagem será dessa forma, só estou trazendo a discussão para que sejamos críticos quanto a isto.

Abração e saudades.

#6

Concordo, Isaac! Não costumo seguir esses guias de montagem (tipo instructables, acho-os muito ruinzinhos), gosto de digerir tudo e entender profundamente o que está sendo feito, por isso que postei aqueles links ali em cima, que mostram como funcionam aqueles drivers.

Não sei qual o nível de abstração ao qual o OXE está habituado, mas, caso os drivers estejam num nível muito alto (ou seja, muita coisa pronta, pouca 'hackeagem'), podemos implementá-los com portas lógicas ou até mesmo FPGA, que é um circuito lógico programável.

(Por sinal, já tentei programar FPGA em Linux mas não consegui, nem mesmo com ferramenta proprietária. Acho que poderíamos desenvolver algo bem legal com isso...)

#7

Sua contribuição é importante, Isaac. A ideia de postar isso aqui é poder ter todo mundo construindo mesmo não podendo estar lá na hora. ;)

Sem dúvida, Isaac, esse viés ideológico é muito importante. Até porque uma das finalidades do hacklab é o aprendizado e aprender a dar CTRL+C CTRL+V acho que todos nós já sabemos. Acho que o som da bike a gente tem de ajeitar rápido, mas quanto ao painel de leds, acho que a gente deveria executar isso com um pouco mais de minúncia sem se preocupar tanto com o tempo.

Pois é, Felipe. A gente tá começando no dever de casa com relação a isso, mas o que importa é termos em mente essa questão do aprendizado. Acho que juntos a gente consegue achar solução pra as coisas. O bom do coletivo é o a manutenção do ritmo de trabalho, ajuda bastante a aprender.

Abraços!

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.