Pular navegação

Relatórios: Acompanhamento dos processos e memória das ações

Relatórios: Acompanhamento dos processos e memória das ações

Pontos: 3

Iniciando minha contribuição para o Oxe HackLab na parte da estruturação do projeto e no acompanhamento dos processos com o intuito de avaliar e otimizar as aplicações dos metódos nas ações, recomendo a elaboração contínua de relatórios sobre os processos e ações.

Acredito que nas atividades do CMTL e outras ligadas ao CRC Marista, vcs precisem continuamente emitir relatórios, relatórios estes que basicamente são utilizados como prestação de contas dos colaboradores com o CRC e do CRC com as fontes finaciadoras, sendo então meros relatos ilustrados com números para a manuntenção do funcionamento do centro. [me corrijam se eu estiver errado]

Na iniciativa livre do HackLab podemos emitir relatórios mais qualitativos, que nos permitam o acompanhamento dos processos e seus métodos, o registro e acervo das ações e a apropriação deste material para a pesquisa. Do ponto de vista do acompanhamento dos processos, as articulações feitas aqui na plataforma corais já podem nos auxiliar na alimentção desta parte dos relatórios. Sobre o acervo, boa parte estará registrada aqui tb, podendo ainda incrementarmos com imagens e vídeos, no que uma possível parceria com o coletivo Tear Audiovisual pode ser frutífera (aqui já me coloco tb como membro do Tear para abrir este diálogo e concretizar esta parceria).

Já na parte de pesquisa será importante para o nosso crescimento enquanto lab, pois a ideia é aprender fazendo e fazer aprendendo e talvez até mesmo pleitearmos alguns recursos de editais para a pesquisa, bolsas de estudos ou no mínimos produções acadêmica para "engordar" os famigerados curriculum lattes.

Gostaria da opinião de vcs sobre o que acham desses relatórios, se realmente são válidos e se o formato que proponho é interessante ou precisa ser ajustado (provavelmente precisa).

Saudações a [email protected]!

Comentários

#1

Olá Carlos, tudo bom?

Obrigado pela sugestão. É de grande ajuda =)

Respondendo, sim os relatórios mais institucionais servem para manutenção dos projetos que estão acontecendo como também como prestação de contas para os financiadores além de feedback.

Concordo contigo. Ontem fizemos a nossa segunda reunião e já colocamos a mão na massa. Estou subindo as imagens e em breve vou fazer um relato. A ajuda do Tear é muito bem vinda!

Acho que podemos fazer por aí os relatos/relatórios. Só acho que precisamos definir bem os limites onde o “aprender fazendo e fazer aprendendo” vira uma obrigação. Como trabalhamos com isso, no dia a dia, buscamos estar – juntos – fazendo coisas legais, documentando, experimentando de uma forma mais livre. Mas temos interesse, e muito, em fazer coisas sérias que envolvam capacitação. Acho que posso definir numa frase: de forma livre, colaborativa e prazerosa buscamos fomentar o conhecimento.

O que escrevi é uma visão minha, que penso do grupo. Peço que Egito, Michel, Ewerton escrevam também suas opiniões.

Valeu Carlos,
Abração!

#2

Isso, concordo totalmente. Não seria uma coisa estática, burocratica e obrigatória. Seriam algo natural do processo, que ganhará corpo conforme o projeto vá se desenvolvendo.

Vida longa e muito gás para todos do Oxe HackLab!

#3

Concordo com o que foi dito em ambas as partes, a visão realmente é de que seja algo sério e livre ao mesmo tempo, aprender fazendo e fazer aprendendo, e com a consolidação dos processos podemos até pensar futuramente em uma produção acadêmica aqui ou ali como citou o Carlos, nos trazendo a "engorda do lattes" e fazendo o que gostamos ao mesmo tempo, mas tudo em seu devido tempo no processo. É o que penso a respeito.

Abraços.

#4

"aprender fazendo e fazer aprendendo"

Brincadeiras, Cognição, se interessar por algo pois algo te despertou o interece, ele te seduzio ao ponto de você querer descobri-lo, entendelo e e promove-lo, fazendo uso dele e sendo ao mesmo tempo usado por ele, uma simbiose orgasmagorica, metafosica de saberes, ...

Vivemo na sociedade do conhecimento (saberes) = R$ = Poder,.

Concordo com tudo que foi dito, mas do meu jeito louco chamo a atenção para que não criemos um novo local de trabalho, onde vem as metas, os prazos, as prestações de contas, ..., o cansaço, o desanimo e ai iremos inventar outro Hack ou nada, vejo o Oxi como o meu espaço de brincar, e brincar com seriedade compromissada, que me logre um cabedal conhecimentos teorico-prático, que outro possam se apropriar, re-significalos e se emancipe para outros.

end.